“Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.” Mateus 7:7-8

Se Jesus nos dá instruções para pedir, buscar e bater, por que algumas vezes lutamos para orar? Uma razão poderia ser a incerteza de que Deus vai de fato ouvir e responder. Ou tememos nos desapontar se pedirmos demais ou algo incorreto. A autossuficiência pode impedir-nos de depender de Deus. Talvez achemos que, se Deus sabe o que precisamos antes de pedirmos, não há necessidade de pedir.

O próprio Jesus, no entanto, que conhecia o coração de Deus Pai melhor que ninguém, nos ensina que devemos ser diligentes em levar a Deus as necessidades e buscá-lo pela fé. “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam” (Hebreus 11.6).

Muitas vezes relutamos em levar a Deus as necessidades por pensar que os problemas são muito grandes ou muito pequenos ou que resultam de falhas nossas. A boa notícia, entretanto, é que somos filhos amados de Deus, e ele é nosso Pai amoroso. Temos então liberdade para mostrar-lhe os desejos do coração e pedir que eles se conformem a sua vontade. “Busquem, pois, o reino de Deus, e essas coisas lhes serão acrescentadas” (Lucas 12.31).

A promessa de Jesus é que se nós, pais imperfeitos, queremos dar boas dádivas aos nossos filhos, “Quanto mais o Pai de vocês, que está nos céus, dará coisas boas aos que lhe pedirem!” (Mateus 7.11). Não hesite então em pedir, buscar e bater. Seu Pai celestial ouve e responderá.

Oração: “Senhor, creio que tu és Deus e que recompensas aqueles que te buscam diligentemente. Tua Palavra diz que desejas dar coisas boas àqueles que as pedem. Peço que os desejos do meu coração estejam alinhados com a tua vontade.”

– Bom Dia! Leituras diárias com Stormie Omartian.