“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, e hinos, e cânticos espi­rituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.” Efésios 5.18-20

“Não consigo dar graças a Deus tanto quanto eu deveria”, algumas pessoas têm dito.

Você conseguiria, se obedecesse a esta admoestação de Paulo em Efésios: Enchei-vos do Espírito (Ef 5.18). E, imedia­tamente depois de ter dado tal ordenança, Paulo mencionou algumas maneiras de nos mantermos na plenitude do Espírito: Falando entre vós com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração (Ef 5.19). Um coração transbordante será o seu testemunho! Seu cálice ficará cheio e transbordará (Si 23.5). Você terá um cântico em seu coração!

Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo (Ef 5.20). A plenitude do Espírito em sua vida lhe proporcionará um coração cheio de gratidão. Você dará graças a Deus por todas as Suas bênçãos. Você dará graças mesmo em meio a provações. Não é que você dará graças pelo que o diabo tem feito, mas pela Palavra, pela oportunidade de ver Deus agindo em seu favor e por saber que todas as coisas contribuem para o seu bem (Ef 5.28).

Oração: “Vivo na plenitude do Espírito Santo. A minha fala e o meu canto são instrumentos dEle. Dou graças ao Pai por isso”.

 

Kenneth E. Hagin